SKU do produto: tudo o que você precisa saber

Conheça o código que pode auxiliar na gestão de estoque do seu e-commerce

O mercado de lojas virtuais cresce continuamente. Lojas de pequenos empreendedores inclusive também são uma tendência já que os consumidores estão cada vez mais em busca de produtos de pequenos produtores e mais personalizados.

Um dos grandes desafios de quem empreende é o controle de estoque. Encontrar formas para organizá-lo de maneira prática é o primeiro passo para atingir o sucesso em vendas.

No meio de tantos produtos, classificações inadequadas podem trazer desorganização e, consequentemente, prejudicar o faturamento. Por isso, é importante adotar recursos que tragam benefícios para o negócio, como maior eficiência e aumento da produtividade.

Para isso, entender o que é SKU e como ele pode ajudar na sua gestão pode fazer toda a diferença.

O que é SKU?

A sigla SKU vem do inglês Stock Keeping Unit. Em português, significa Unidade de Manutenção de Estoque.

Na prática, o SKU é um código único utilizado para identificar itens e auxiliar na gestão de estoque. Trata-se de uma combinação formada por uma sequência de caracteres alfanuméricos e que, ao ser atribuída a um produto específico, é capaz de identificá-lo.

O SKU é utilizado por marketplaces, lojas físicas, plataformas de e-commerce, armazéns ou qualquer tipo de negócio que queira organizar o estoque de maneira eficiente.

Leia também: Como reduzir os custos em conta de frete?

A importância do SKU no controle de estoque

Utilizar o SKU do produto no controle de estoque traz inúmeros benefícios para a gestão do estoque. A seguir, explicamos alguns deles:

Otimiza a organização

A organização é um dos grandes ganhos quando utilizamos o código SKU. Isso porque os itens podem ser classificados com maior facilidade. Também há melhora na disposição física dos produtos, uma vez que é possível organizá-los no estoque de acordo com o SKU do produto.

Assertividade na comunicação

A utilização do SKU facilita a comunicação, pois ajuda a identificar as características dos produtos nos códigos. Ou seja, qualquer pessoa da equipe consegue perceber e entender o que essa combinação de caracteres significa, ao contrário de um conjunto de números sequenciais sem lógica definida.

Integração com outros sistemas

Outro grande facilitador na utilização do SKU do produto é a possibilidade de integração com sistemas, entre eles softwares de gestão e ERPs. Com isso, há maior eficiência no gerenciamento das informações.

Agilidade para encontrar produtos

Encontrar os produtos com mais facilidade é outro benefício. Por exemplo, imagine um estoque de tênis idênticos e com a variação de cores entre branco (BR) ou preto (PR).

Se você sabe ler o SKU do produto, será muito mais fácil localizar a cor desejada apenas conferindo a classificação específica correspondente. Sem essa identificação, o vendedor teria que retirar a caixa da prateleira a fim de confirmar a cor do produto.

Ganho de produtividade

A utilização do código SKU também aumenta a produtividade, visto que o recurso facilita a organização e o controle do estoque. Dessa maneira, é possível acompanhar o estoque mínimo e máximo de cada item específico de forma mais ágil e, como consequência, ele não ficará desfalcado.

SKU x Código de Barras: entenda a diferença

Enquanto o SKU está ligado à organização interna da empresa e é criado internamente, o código de barras é gerado por um sistema, normalmente do fabricante. Ele é acompanhado de uma representação gráfica em formato de barras pretas e brancas, capaz de ser lida apenas por um leitor óptico específico.

Como desenvolver o SKU do produto para a minha empresa? 

Para desenvolver o seu próprio SKU do produto, é importante que você mantenha a lógica inicial do método. Você pode uma linha de raciocínio que deve ser seguida! Isso porque o código tem a função de identificar um produto por meio de suas principais características, como marca, cor, etc.

Por exemplo, imagine um celular da marca XXX, fabricante YY, modelo ZZ, cor prata (PR) e com o tamanho de tela de 5.8”. Nesse cenário, o SKU desse aparelho poderia ser: XXXYYZZPR58.

Dessa forma, você consegue ler o SKU dos itens em estoque e classificar todos os produtos de maneira única com base em suas principais características. Agora, anote algumas dicas práticas sobre a criação de SKU do produto:

  • Trabalhe unindo criatividade e lógica
  • Não crie códigos muito extensos
  • Tenha um código para cada produto, sem duplicar ou reutilizar
  • Priorize as informações essenciais para identificação
  • Utilize letras e números, dispensando caracteres especiais

Conte com o ERP da Senior para otimizar sua gestão de estoque

Ter um sistema de gestão empresarial que otimiza processos, aplica inteligência ao negócio e oferece informações estratégicas é essencial para que tudo isso que você leu até agora seja materializado. Ou seja, o ERP é fundamental para a eficiência operacional. A reposição de estoques e operacionalização das compras podem se tornar atividades muito trabalhosas se você não tiver a ferramenta certa.

E aí, quer conhecer uma solução que contempla tudo isso que você leu? Então, clique aqui fale com a gente.

Acesso e segurança
Descubra a importância da gestão de não conformidades e como transformar desafios em oportunidades de melhoria contínua.
Gestão de Pessoas
Entenda como funcionam as férias trabalhistas e aprenda a organizar o calendário de férias da sua empresa de acordo com a CLT.
Logística
Descubra como evitar erros comuns na gestão de frotas com nosso guia completo. Aprenda sobre manutenção, controle de combustível, e como um TMS pode otimizar sua operação.
Gestão de Pessoas
Explora a questão da desigualdade salarial no Brasil, a importância da Lei de Igualdade Salarial e seus impactos.

Preencha o formulário que logo entraremos em contato!